sábado, 5 de junho de 2021

30 associados participaram na AG da Aldraba


 






30 associados da ALDRABA (um pouco menos de 30% dos atuais associados) participaram nas duas Assembleias Gerais marcadas para a tarde do dia 4 de junho na Casa do Alentejo.


Presencialmente ou por correspondência, elegeram os órgãos sociais da associação para o biénio de 2021/2022, que passam a ser constituídos da seguinte forma: 

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

Presidente: João Coelho, associado nº 4; Vice-Presidente: Jorge Branco,  associado nº 93; Secretária: Ana Silveira, associada nº 84

DIREÇÃO

Presidente: José Alberto Franco, associado nº 5; Vice-Presidentes: Albano Ginja,  associado nº 76, Luís Filipe Maçarico,  associado nº 10, Nuno Roque Silveira,  associado nº 53, e Odete Roque Silva,  associada nº 18; Tesoureira: Maria Eugénia Gomes, associada nº 14; Secretária: Ana Isabel Veiga, associada nº 49

CONSELHO FISCAL

Presidente: Leonel Costa, associado nº 33; Relator: José do Carmo Francisco,  associado nº 36; Secretária: Lúcia Gonçalves, associada nº 60


Em seguida, a Assembleia Geral ordinária de 2021 discutiu e aprovou o Relatório de Atividades de 2020, e as respetivas Contas, que registaram um total de 1073€ de proveitos e de 1108€ de despesas, resultando um saldo de 477€ para o corrente exercício. 

No que se refere a 2021, a AG discutiu e aprovou o Plano de Atividades e o Orçamento apresentados pela Direção cessantes, mas com inúmeras sugestões de melhoria para as atividades a desenvolver, que a nova Direção ficou vinculada a acolher.


Estas duas Assembleias Gerais, num contexto nacional que continua a ser bastante constrangedor para o trabalho cultural, representaram um estímulo significativo para a vida  da ALDRABA, que os seus ativistas aceitam como um desafio a que iremos fazer face!


JAF (fotografias de LFM e AIV)

domingo, 30 de maio de 2021

Aldraba discute e vota Relatório de 2020


 









Na Assembleia Geral do próximo dia 4.6.2021, um dos temas a tratar é o da aprovação do Relatório e Contas de 2020.

Para esse efeito, a Direção apresenta o seguinte projeto de Relatório de Atividades:


RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE 2020

 Em 2020, a Associação Aldraba foi afetada – como, aliás, toda a sociedade portuguesa – pelo fenómeno da pandemia da covid-19, tendo sido comprometido o essencial do que nos tínhamos proposto no Plano de Atividades para esse ano, fruto das restrições legais que, por motivos sanitários, foram sendo impostas à generalidade das atividades de natureza presencial.

Assembleias Gerais

Na sede do Grupo Dramático e Escolar "Os Combatentes", ainda conseguimos reunir em 14-2-2020 a sessão ordinária anual, que apreciou e aprovou o Relatório e Contas de 2019 e o Plano de Atividades e Orçamento para 2020.

Na altura, não dispondo de elementos que nos permitissem prever a tragédia social que seguidamente se ia desencadear, aprovámos um rico programa de comemorações do 15º aniversário da Associação, que se completou em 25-4-2020, o qual comportaria um importante colóquio sobre os objetos do património, a realizar na Torre do Tombo, e diversas atividades relevantes de natureza associativa e cultural ao longo de todo o ano.

Encontros temáticos

Foram cancelados, ou adiados para 2021, os quatro encontros que estavam previstos, respetivamente, para Cuba, para a Serra do Montejunto, para Vila Nova de Constância e para Idanha-a-Nova.

Visitas a museus ou exposições de interesse para o espaço e património popular

Em 2-2-2020, levámos a efeito a 11ª visita deste tipo, no Celeiro da Patriarcal de Vila Franca de Xira, à exposição “Cheias de 1967”.

Rotas da Aldraba

Não se realizaram, pelos motivos nacionais já assinalados, a 9ª e a 10ª Rotas da Aldraba, em Almada (Casa da Cerca) e em Lisboa (Parque Mayer), que chegaram a estar marcadas, mas que novas restrições inviabilizaram.

Edição da revista "Aldraba"

Os nºs 27 e 28 da revista foram pontualmente editados ao longo do ano de 2020 (abril e outubro), sem se terem podido realizar as habituais sessões públicas de lançamento, e tendo sido assegurada a distribuição da revista a todos os associados por via postal.

Registe-se a rica colaboração, no conteúdo dos dois números da revista, de um elevado número de associados e amigos: Ana Alexandra Henriques, Ana Isabel Veiga, Carlos Rodrigues, Cristina Pombinho, Fernando Chagas Duarte, Fernando Estevens, Graça Alves, João Coelho, Laura Garcez, Lídia Silvestre, Luís Afonso, Luís Filipe Maçarico, Maria Beatriz Rocha-Trindade, Maria Eugénia Gomes, Miguel Rego, Nuno Roque da Silveira, Ondina Albino, Pedro Pires, Rodrigo Dias e Rosa Honrado Calado.

Jantares-tertúlia

Conseguimos realizar ao longo do ano duas destas iniciativas:

29º Jantar-tertúlia, na Academia Dramática Familiar 1º de Novembro de 1898, de Pedrouços (“As Ratas”), em 4-3-2020, em que fomos recebidos pelo presidente Ricardo Tavares, pela tesoureira Beatriz Fernandes e pelo vogal Zé Espírito Santo;

30º Jantar-tertúlia, na Casa do Alentejo, em 18-12-2020, em que fomos recebidos pela vice-presidente Rosa Honrado Calado.

Outras atividades associativas

Deu-se continuidade em 2020 ao blogue informativo “A Aldraba” e à página da associação no facebook, com a publicação de 49 post’s – número que já não se atingia desde 2013...

Participámos na celebração dos aniversários da Casa do Alentejo e do Grupo Dramático e Escolar “Os Combatentes”, respetivamente a 10-6 e a 4-10-2020.

Finalmente, assinala-se a nossa presença nos lançamentos de: Antologia Poética "No Azul da Manhã Acorda Para Cantar" do associado Luís Filipe Maçarico, em17-9-2020; dos "Usos de Antanho I e II", da associada Laurinda Figueiras, e "O Voo da Flor Enquanto Rosa" do amigo Fernando Chagas Duarte – ambos em 26-9-2020; e, finalmente, a 3-10-2020, no Salão Paroquial da Comenda e no âmbito do 1º Encontro das Jornadas do Património e Educação, da “Antologia do Conto Alentejano”, iniciativa que teve a coordenação do associado Ricardo Branco, constando da obra contos da autoria dos também associados Nuno Silveira e Jorge Branco.


JAF

terça-feira, 25 de maio de 2021

Aldraba reune Assembleia Geral em 4 de junho de 2021

 


A Assembleia Geral da associação Aldraba, que deveria ter sido realizada no passado mês de fevereiro, teve de ser adiada, por força das medidas de confinamento em vigor nessa altura.

Vai agora reunir no próximo dia 4 de junho de 2021, 6ª feira, na biblioteca da Casa do Alentejo, em Lisboa, em duas sessões:

- Assembleia eleitoral, desde as 16h30 até às 19h30, para eleição em urna dos órgãos sociais para 2021/2022;

- Assembleia Geral ordinária, a partir das 17h30, para discussão e votação do Relatório e Contas de 2020 e do Plano de Atividades e Orçamento para 2021.

Foi apresentada uma lista candidata aos órgãos sociais, cuja composição e programa está a ser divulgada a todos os associados.

JAF


quarta-feira, 5 de maio de 2021

Caíu o Carmo e a Trindade








Caíu o Carmo e a Trindade

Mais uma expressão em que o terramoto de 1755 tem culpas no cartório. 

Esse trágico acontecimento provocou a destruição dos antigos conventos do Carmo e da Trindade, dois dos mais importantes da cidade naquela época.

O assombro foi tanto que a população logo espalhou a mensagem – “Caíu o Carmo e a Trindade!” – e a expressão ficou para sempre, estando agora relacionada com algo dramático ou com um acontecimento mau.

“Lisboa Secreta”

sexta-feira, 30 de abril de 2021

Viva o GDE Os Combatentes!



















O Grupo Dramático e Escolar Os Combatentes, fundado em 30/9/1906 - e que, portanto, irá completar 115 anos no próximo mês de setembro -, acaba de realizar no passado dia 24 de abril de 2021 a discussão e aprovação dos seus relatórios e contas de 2020, e a eleição dos órgãos sociais para o corrente ano de 2021.

A associação ALDRABA tem, desde 2007, um frutuoso protocolo de cooperação com o GDEC, tem realizado desde então muitas atividades na prestigiada coletividade da Rua do Possolo, e tem contribuído com muitos dos seus ativistas para a dinamização desta associação.

Daqui saudamos este novo impulso da vida de Os Combatentes, apontamos o exemplo que nos é dado de resistência aos problemas e às adversidades nestes tempos de pandemia, e desejamos os melhores sucessos para a equipa (recheada de jovens da casa dos 20 e 30 anos, combinada com a experiência dos mais velhos...) que foi eleita no dia 24 de abril!

JAF 

domingo, 25 de abril de 2021

A sede duma espera só se estanca na torrente


Nesta frase genial de Sérgio Godinho acerca da liberdade, diz-se tudo ou quase tudo sobre o que foi e tem continuado a ser o 25 de abril de 1974, que hoje se evoca.

E foi num outro 25 de abril, há 16 anos, que nasceu a associação Aldraba, à qual esta ideia da torrente também é familiar.

Saibamos ser dignos da ideia e continuar a pô-la em prática!


Viemos com o peso do passado e da semente

Esperar tantos anos torna tudo mais urgente

e a sede de uma espera só se estanca na torrente

Vivemos tantos anos a falar pela calada

Só se pode querer tudo quando não se teve nada

Só quer a vida cheia quem teve a vida parada



JAF

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Cá fora o nº 29 da revista ALDRABA












O número 29 da revista ALDRABA, datado de abril de 2021, e cujo editorial avançámos já em pré-publicação, vai sair da gráfica na próxima semana.

Registamos aqui o índice da publicação, e desafiamos todos os associados e amigos a colaborarem ativamente na sua divulgação:

Neste número
 
OPINIÃO
Cataventos, um património esquecido
José Manuel Prista
Dinâmicas da língua em contexto de migrações
Maria Beatriz Rocha-Trindade
 
PATRIMÓNIO IMATERIAL
Os fornos de cal artesanais: um património a recuperar
Fernando Ricardo Silva
Arte efémera em Portugal. Semelhanças entre as festas do Redondo e de Campo Maior
Ana Isabel Veiga e Luís Filipe Maçarico
Património molinológico: o fole 
João Coelho
 
LUGARES DO PATRIMÓNIO
Mistérios de um apelido. Breve introdução
Luís Filipe Maçarico
 
RITUAIS, TRADIÇÕES E REALIDADE
O santo do pau-oco
Rita Fernandes Silva
Uma mão lava a outra e as duas lavam o rosto”
Paula Lucas da Silva
 
ASSOCIATIVISMO E PATRIMÓNIO
Era uma vez ...
Odete Roque Silva
 
ARTES E OFÍCIOS
Da oliveira à mesa
Zulmira Bento
Segada e malhada do centeio
Ilídio Magueja
 
MEMÓRIAS DO TRABALHO
Memórias que o tempo conta
Rosa Honrado Calado
Retrato breve de uma família catarinense dos anos 50 do século XX, algures no limite entre a Estremadura e
o Ribatejo
José do Carmo Francisco
 
DESABAFOS
As papas da Vistosa
Lídia Silvestre
 
CRÍTICA DE LIVROS
Aldeia de Mosteiro (monografia)
Adriano Pacheco
 
ALDRABA EM MOVIMENTO 
Novembro de 2020 a Abril de 2021
Maria Eugénia Gomes 

JAF